back to top
Sakura Seishin
OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

deadly-sugar-skulls:

 

E o que você acha que eu sou ? Te dou uma sensação de frio, melancolia ou algo assim ? *perguntou despreocupadamente, com um sorriso no canto da boca*

- N-Não sei explicar bem… - disse evitando a pergunta - Não sei dizer o que você pode ser.. só o que não é.

E o que eu não sou ? *continuou com a mesma expressão, mas mexeu na bolsa e de lá tirou um dorayaki pra comer*

Oh, desculpe a falta de educação. Estão servidas ?

- Humana… - disse ela fazendo carinho na cabecinha da garotinha - ah arigato - disse pegando um dorayaki e dando uma mordida.

OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

 

- De certo modo… sim - respondeu ela se sentando com a garotinha no colo que olhava para Marta com a boquinha meio aberta. Não podia bem chamar de plantar já que usava a magia para isso - Bem… me chamo Sakura, e essa é a Lissa - disse a rosada com um sorriso já que a outra parecia legal apesar de saber que tinha algo diferente ali.

É que parece mesmo, é estranho falar mas as árvores e você tem o mesmo tipo de “aura”, Sakura-san *sorriu* Também é um prazer conhecê-la, Lissa. Que bom saber que você não tem medo da mulher esqueleto ! *e riu com gosto*

- Ah… acho que isso pode ser descrito como uma longa história - disse dando uma leve risada para a primeira fala - você também tem uma aura que… não sei bem descrever… é… diferente.

E o que você acha que eu sou ? Te dou uma sensação de frio, melancolia ou algo assim ? *perguntou despreocupadamente, com um sorriso no canto da boca*

- N-Não sei explicar bem… - disse evitando a pergunta - Não sei dizer o que você pode ser.. só o que não é.

OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

 

- De certo modo… sim - respondeu ela se sentando com a garotinha no colo que olhava para Marta com a boquinha meio aberta. Não podia bem chamar de plantar já que usava a magia para isso - Bem… me chamo Sakura, e essa é a Lissa - disse a rosada com um sorriso já que a outra parecia legal apesar de saber que tinha algo diferente ali.

É que parece mesmo, é estranho falar mas as árvores e você tem o mesmo tipo de “aura”, Sakura-san *sorriu* Também é um prazer conhecê-la, Lissa. Que bom saber que você não tem medo da mulher esqueleto ! *e riu com gosto*

- Ah… acho que isso pode ser descrito como uma longa história - disse dando uma leve risada para a primeira fala - você também tem uma aura que… não sei bem descrever… é… diferente.

OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

 

Sakura se levantou com Lissa no colo e ficou olhando a estranha com curiosidade.

- Acho que ela não está assustada… - disse Sakura com um sorriso torto já que Lissa parecia era curiosa - Desculpe se ela lhe incomodou.

Não não, imagine ! Eu acho as flores muito lindas, assim como o seu cabelo. Gostei do senso de observação da pequena. Se importa se eu ficar por aqui , observando as árvores ? Gosto do significado poético delas na tradição, a brevidade da vida …

Ergueu uma das mãos e tocou um dos galhos da árvore, curvados pelo vento e pelas flores. Mas diferentemente do que era se esperado, o galho não secou. Continuou belo e perfumado, cheio de miúdas flores a enfeitá-lo. 

- Claro que não, fique a vontade - disse sorrindo docemente olhando para a outra, sentia algo estranho… diferente… vindo dela. Podia chutar com quase total certeza que ela não era mortal. - Então… como se chama?

Pode me chamar de Marta. Eu iria a Harajuku comprar umas roupinhas novas mas decidi passar aqui primeiro. É um lugar de tanta paz ! Bom para ficar sentindo o perfume na brisa do vento. Foi a senhora que plantou as árvores ? 

Perguntou, enquanto sentava-se ao chão. Acenou para a garotinha, que estava com os olhinhos curiosos observando-a desde momentos atrás. A mulher tinha um sorriso muito sereno no rosto, não demonstrava ser intimidadora, talvez lembrasse uma daquelas pessoas que se vestiam de um jeito diferente e andavam perto do metrô de Shibuya.

- De certo modo… sim - respondeu ela se sentando com a garotinha no colo que olhava para Marta com a boquinha meio aberta. Não podia bem chamar de plantar já que usava a magia para isso - Bem… me chamo Sakura, e essa é a Lissa - disse a rosada com um sorriso já que a outra parecia legal apesar de saber que tinha algo diferente ali.

OPEN

scent-of-spring:

sakura-seishin:

- Primavera?!?! Sério?! - disse surpresa e fascinada fazendo a garotinha resmungar um pouco - Sou Sakura… deusa das cerejeiras… 

Se espantou de inicio com a reação que a rosada teve, mas não pode deixar de sorrir mesmo vendo a criança no colo da outra se revirar.

Sim, mas- espere, você é Deusa das Cerejeiras? — Perguntou animada, se inclinando um pouco para frente com os braços apoiando o corpo. — Isso é incrível!

- Você é mais - disse rindo fazendo carinho em Lissa para ela cair mais no sono ainda - Nossa… Perséfone… tenho que contar para minha irmã que lhe conheci. Ela vai ficar doida - disse rindo de leve.

OPEN

 

Sakura se levantou com Lissa no colo e ficou olhando a estranha com curiosidade.

- Acho que ela não está assustada… - disse Sakura com um sorriso torto já que Lissa parecia era curiosa - Desculpe se ela lhe incomodou.

Não não, imagine ! Eu acho as flores muito lindas, assim como o seu cabelo. Gostei do senso de observação da pequena. Se importa se eu ficar por aqui , observando as árvores ? Gosto do significado poético delas na tradição, a brevidade da vida …

Ergueu uma das mãos e tocou um dos galhos da árvore, curvados pelo vento e pelas flores. Mas diferentemente do que era se esperado, o galho não secou. Continuou belo e perfumado, cheio de miúdas flores a enfeitá-lo. 

- Claro que não, fique a vontade - disse sorrindo docemente olhando para a outra, sentia algo estranho… diferente… vindo dela. Podia chutar com quase total certeza que ela não era mortal. - Então… como se chama?

(出典: sakura-seishin)

OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

Sentada a beira de um laguinho com seu kimono rosa e toda arrumada, Sakura limpava os pézinhos de Lissa que havia insistido em brincar descalça na grama e agora eles estavam imundos de terra. A garotinha sentava de boa na grama com os pés na água cristalina enquanto comia um pãozinho doce.

Ah sim … como são belas as cerejeiras quando florescem, ainda bem que não perdi a época esse ano …

Era legal caminhar pela aquela estrada florida. As pétalas das flores caiam delicadamente, arrancadas por uma brisa suave. Era um belo lugar para se passear, e ela sorriu, quando viu ali a jovem de kimono juntamente com uma menininha.

- Prontinho Lissa-chan! - disse Sakura fofamente pegando a menininha e a botando em seu colo a abraçando enquanto a abraçava, a menininha levantou seu bracinho e apontou para a estranha mulher.

- Keleto - disse Lissa.

Gargalhou indiscretamente e se apoiou em uma das árvores, para recobrar o fôlego depois de rir tanto. Oh sim, sua maquiagem era bem estranha, até mesmo aos pequenos. Mas não queria assustá-las, então após isso se apresentou.

Desculpe, senhora … Eu só estava dando uma volta, admirando as flores ! Não quis assustá-la nem a mocinha perspicaz aí.

Sakura se levantou com Lissa no colo e ficou olhando a estranha com curiosidade.

- Acho que ela não está assustada… - disse Sakura com um sorriso torto já que Lissa parecia era curiosa - Desculpe se ela lhe incomodou.

OPEN

deadly-sugar-skulls:

sakura-seishin:

Sentada a beira de um laguinho com seu kimono rosa e toda arrumada, Sakura limpava os pézinhos de Lissa que havia insistido em brincar descalça na grama e agora eles estavam imundos de terra. A garotinha sentava de boa na grama com os pés na água cristalina enquanto comia um pãozinho doce.

Ah sim … como são belas as cerejeiras quando florescem, ainda bem que não perdi a época esse ano …

Era legal caminhar pela aquela estrada florida. As pétalas das flores caiam delicadamente, arrancadas por uma brisa suave. Era um belo lugar para se passear, e ela sorriu, quando viu ali a jovem de kimono juntamente com uma menininha.

- Prontinho Lissa-chan! - disse Sakura fofamente pegando a menininha e a botando em seu colo a abraçando enquanto a abraçava, a menininha levantou seu bracinho e apontou para a estranha mulher.

- Keleto - disse Lissa.

OPEN

Sentada a beira de um laguinho com seu kimono rosa e toda arrumada, Sakura limpava os pézinhos de Lissa que havia insistido em brincar descalça na grama e agora eles estavam imundos de terra. A garotinha sentava de boa na grama com os pés na água cristalina enquanto comia um pãozinho doce.

OPEN

scent-of-spring:

sakura-seishin:

- Ah não não.. claro que não - respondeu Sakura com um doce sorriso - erm… posso perguntar qual é o seu nome? - perguntou a rosada curiosa. Não conseguia deixar de notar algo diferente vindo da estranha, queria saber quem ela era.

Perdão pelos meus modos, sou Perséfone, Deusa da Primavera. — Não havia motivos para não ser franca com ela, sabia que não era uma mortal e que ela também havia notado que a loira não era também. Sentou a frente da rosada com um sorriso doce nos lábios. — E você, quem seria?

- Primavera?!?! Sério?! - disse surpresa e fascinada fazendo a garotinha resmungar um pouco - Sou Sakura… deusa das cerejeiras…